Peixe OrnamentalNa criação de peixes, é comum que sejam criados os de boa origem, mais resistentes a diversos tipos de clima, que poderão dar retorno financeiro aos seus cultivadores. As espécies são as mais variadas, entre elas estão: a tilápia, a carpa comum, o tambaqui, o pacu, o tambacu, o pirarucu, o pintado, pintado amazônico, dourado, pirarara, a truta e o salmão, entre outras espécies. O salmão e a truta são as espécies de mais rápido crescimento, porém sua manutenção não é barata.

As Tilápias são as mais cultivadas na piscicultura. Elas são bem tolerantes a troca de temperaturas e são capazes de superar as concentrações de sal da água.

A Carpa Comum, Carpa Espelho e Carpa Cabeça Grande, como é conhecida, é cultivada em criadouros cavados e pode ser consorciada com outras culturas, seja agrícola ou animal. Ela é utilizada também na ornamentação. Alimenta-se tanto de fonte animal quanto vegetal. Pode chegar até 100 kg, mas no cultivo para a venda no comércio, atinge cerca de dois a seis quilos.

O Tambaqui, de origem amazônica, é cultivado tanto em tanques-rede quanto em viveiros escavados. Eles se adaptam aos policultivos, salvo se for a espécie predominante, quando há criação de mais de uma espécie. Consomem ração balanceada e se alimentam de frutos e sementes. Chegam a 45 kg e, aproximadamente, um metro de comprimento.

O Pacu, Caranha ou Piratinga, se alimentam mais de frutas, sementes e não é comum que ele coma peixes, crustáceos e moluscos. Consomem ração balanceada e essa espécie pode ser cultivada em viveiro escavado ou tanques-rede. Há possibilidade de chegar a 20kg e medir 80 centímetros de comprimento.

Os Tambacus são cultivados em tanques-rede ou criadouros escavados e podem chegar a 30 kg e medir 80 centímetros.

O Pirarucu é carnívoro pode alcançar um peso de mais de 200 kg e simultaneamente, seus três metros de comprimento. Esse animal pode ser cultivado em viveiro escavado.

O Pintado consome ração para peixes carnívoros, possui uma grande quantidade de carne, além do nobre sabor, não possui espinhas e pode ser cultivado em pequenos açudes, lagos e represas.

O Pintado Amazônico ou Jundiara é sensível às baixas temperaturas e climas temperados, consome ração para peixes carnívoros e a espécie também é cultivada em viveiros.

Os Dourados são peixes esportivos, todavia, podem ser comercializados, possuem qualidade no sabor da carne e podem ser cultivados em tanques cavados. É um peixe bom para povoar grandes açudes.

A Pirarara é usada em engordas comerciais, lagos ornamentais e pode ser utilizado para o povoamento de açudes. Consome ração para carnívoros.

As Trutas são peixes sensíveis e devem ser criados em temperaturas entre 10º e 20ºC, com teor de oxigênio dissolvido em nível de saturação. Elementos como o pH da água, devem estar entre 6,5 e 8,5, sendo 7,0 o valor ideal. Podem ser cultivadas em tanques, com água corrente e fria e de preferência em tanques de alvenaria.

O Salmão é um peixe carnívoro e sua alimentação é à base de farelo de anchova, restos da industrialização de peixes, arenque, etc. Por não ser um peixe típico de clima tropical, deve receber um tratamento mais adequado, exercer a piscicultura intensiva.

Despesca

A despesca é tão somente retirar os peixes dos tanques, mas não é tarefa simples: é preciso seguir alguns procedimentos para realizar a prática.

Esvaziar o tanque até ficar com pouca água, mas não esvaziar por completo, muito menos deixar só a lama que fica embaixo da água.

Utilizar uma rede ou tarrafa no que sobrou de água para a despesca. Devem-se evitar possíveis feridas que são prejudiciais ao processo de conservação do pescado. Portanto, é essencial a pesca no período da noite, início ou fim do dia, como nos dias de chuva.